Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Como acabar com Pulgas e Carrapatos

As pulgas e carrapatos, são um problema bem comum na vida de muitos cães e gatos, e não apenas daqueles que vivem soltos. Além de desagradáveis, esses parasitas podem transmitir doenças, não só para o pet, mas para toda a família, por isso é muito importante ficar atento aos sinais do seu peludo e eliminar esses bichinhos o mais rápido possível. 

O que são pulgas e carrapatos

Pulgas e carrapatos são parasitas que se alimentam do sangue dos animais e podem causar doenças como dermatites, verminoses e anemias. As infestações desses pequenos sanguessugas acontecem, principalmente, em períodos mais quentes, em que a temperatura e umidade favorecem a proliferação desses bichinhos.

Carrapatos

Os carrapatos são aracnídeos, da mesma família das aranhas e geralmente são maiores que as pulgas. Eles se movimentam lentamente, por isso podem ser mais fáceis de serem encontrados em meio aos pêlos do pet. 

Cada fêmea de carrapato pode depositar no solo mais de 3 mil ovos de uma só vez. Ao viver em um animal e voltar ao solo, para sua próxima fase de reprodução as probabilidades de transmissão de doenças aumentam, já que eles podem picar diversos animais ao longo desse ciclo e são super resistentes no meio ambiente. 

É muito comum que os carrapatos se alojem debaixo das orelhas, focinho, pescoço e entre os dedos das patas dos animais, lugares mais escondidinhos e úmidos. Então ao fazer carinho ou escovar o pêlo é possível perceber se há carrapatos nos animais.

Pulgas

Já as pulgas são muito pequenas e amarronzadas, mas se movimentam muito rápido e podem saltar grandes distâncias. Além de transmitir doenças, também causam irritações de pele. 

As fêmeas das pulgas podem depositar até 50 ovos por dia no hospedeiro. Esses ovos caem no ambiente, e podem viver por muito tempo em caminhas, tapetes e sofás onde o animal costuma ficar. Sendo assim, só 5% das pulgas estão no pet e os outros 95% espalhados pelo ambiente, e por isso é tão difícil eliminar esses pequenos parasitas. 

O sintoma mais comum de uma infestação de pulgas, com certeza, é a coceira, mas você não precisa esperar seu cachorro começar a se coçar excessivamente para verificar se ele está com pulgas. É muito importante dar uma checada por todo o pelo do animal periodicamente. 

As pulgas gostam de se instalar em lugares quentes e abafados, então, é muito comum encontrá-las nas orelhas, pescoço, barriga e próximo a cauda dos peludinhos. 

Quais doenças causam

O tipo mais comum de pulgas, chamado C. felis, pode infectar tanto cães quanto gatos. Além da dermatite alérgica por picada da pulga, elas podem hospedar uma bactéria chamada bartonella, que também infecta os humanos, causando anemia, febre e perda de peso. 

Outro parasita que pode transmitir é o Dipylidium caninum, um verme intestinal que causa anemia e dores abdominais. 

As doenças transmitidas pelo carrapato são mais sérias. Popularmente chamadas de “doença do carrapato“ são a erliquiose e babesiose, ambas afetam as células sanguíneas do bichinho infectado. Essas doenças causam graves sangramentos e a anemia, além de queda da imunidade, febre e aumento do baço.

Como esses parasitas infestam o pet

Se engana quem acha que apenas os animais que vivem soltos, passeiam por gramas ou em quintais abertos podem pegar pulgas e carrapatos. O carrapato mais no Brasil, por exemplo, é o carrapato marrom, que vive em locais de alvenaria só a espera de um hospedeiro. 

Para pegar carrapato, basta que o pet tenha contato com outros animais infectados ou em ambientes com vegetação, folhas e madeira contaminados. 

O mesmo vale para as pulgas, o pet pode ser infestado pelo contato com animais, ambientes ou objetos infectados. Em uma casa onde já moraram animais contaminados podem ainda ter ovos de pulga em frestas no assoalho, cantos da casa, móveis de madeira e tapetes. 

Como prevenir e tratar meu pet das pulgas ou carrapatos

Fazer o controle mensal para eliminar pulgas e carrapatos é MUITO importante. E claro, manter o calendário de vacinação e vermífugos em dia são essenciais para proteger seu pet – clique aqui para conhecer as vacinas mais importantes para o seu amigo.

Agora, para eliminar as pulgas e carrapatos, não tem muito segredo:

1. O primeiro passo é isolar o pet e limitar a área de circulação e o contato dele com outros pets, para diminuir a chance de infestação.

2. Depois disso, administre os produtos antipulgas e carrapatos indicados pelo veterinário. Eles podem vir em forma de pipetas, sprays, comprimido, shampoos e coleiras. 

3. Agora, capriche na limpeza do ambiente. Lave roupas de cama, roupas dos animais, caminhas, sofás, tapetes e cada cantinho possível da casa. Use também pesticidas, para eliminar as pragas dos pisos e móveis. 

Vale lembrar que as pupas de pulgas, diferente do carrapato em sua fase inicial, não são visíveis aos olhos. Portanto, a limpeza dos mínimos detalhes é necessária e, se precisar, contrate também uma empresa de dedetização para garantir.

AH! E conte sempre com a ajuda da Vets para cuidar da saúde do seu pet! 💜

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscreva-se para receber a News

Principais matérias

Baixe o App

Instagram da Vets