Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Sarna em cachorro – Tudo que você precisa saber

O que é sarna em cachorro?

A sarna em cachorro pode ser causada por diversos tipos de ácaros que se alojam na pele do animal. E apesar de ser uma condição frequente nos pets, ela pode causar muito incômodo, coceira e vermelhidão nos bichinhos infectados. 

Existem três tipos de sarna canina: sarna sarcóptica ou escabiose, sarna otodécica ou sarna de ouvido e sarna demodécica, também conhecida como sarna negra. 

A principal causa da sarna em cachorro é a contaminação pelo contato com animais, lugares e objetos contaminados. Porém, um dos tipos de sarna, é genético e transmitida da mãe para filhote, como explicaremos a seguir.

Tipos de sarna em cachorro e sintomas

Como comentamos anteriormente, a sarna em cachorro pode ser causada por três tipos de ácaros diferentes e se manifestam de maneiras distintas. Os três tipos de sarna em cachorro são: a sarcóptica, a otodécica e a demodécica.

Abaixo explicaremos a diferença entre cada uma delas e seus respectivos sintomas. 

Sarna Demodécica

Popularmente chamada de sarna negra, esse tipo de sarna em cachorro é o único tipo genético, transmitida da mãe para o filhote e se desenvolve quando o cãozinho fica com a imunidade baixa. 

Ela pode fazer com que o pet desenvolva algumas manchas escuras na pele e pode se manifestar em locais isolados, como cotovelos, calcanhares, queixo, região do focinho, perto dos olhos e perto da boca, ou então, acometer mais de cinco pontos de uma vez, sendo chamada de sarna canina generalizada. 

Dentre os sintomas mais comuns da sarna negra, estão:

  • Oleosidade
  • Queda dos pelos
  • Infecções
  • Inchaço
  • Descamação
  • Vermelhidão
  • Manchas escuras
  • Aspereza 

Sarna Sarcóptica

Também conhecida como escabiose, esse é o tipo mais comum de sarna canina e pode ser transmitida para outros cachorros, para gatos e também para humanos, através do contato direto com o pet infectado. 

Os locais mais comuns onde ela costuma se manifestar são: no peito, nos ouvidos e na barriga, causando erupções na pele do animal, que vão de manchas e bolhas até crostas amareladas. 

Além da coceira e vermelhidão na região afetada, outros sintomas comuns das sarna sarcóptica são queda de pelos e perda de apetite.

Sarna Otodécica

Mais conhecida como sarna de ouvido, essa doença atinge apenas a região auricular do animal, gerando um grande acúmulo de cera. 

Por esse motivo, o cãozinho sente bastante coceira na região e pode desenvolver inflamações, como a otite, e pode chegar a se ferir ao tentar aliviar o incômodo nas orelhas.

Qual o melhor remédio para sarna em cachorro?

Os tratamentos para sarna em cachorro dependem muito do tipo da doença que foi contraída pelo pet, mas em geral, os medicamentos mais adequados costumam ser orais, injetáveis e tópicos, com cremes e pomadas específicos para a região afetada. 

É muito importante que o tratamento seja iniciado o mais rápido possível, pois além de muito incômodo para o cachorro, ele também pode acabar se machucando ao tentar coçar e causar ainda mais inflamações na região.  

Vale lembrar que a sarna negra não pode ser completamente curada, mas as manifestações podem ser tratadas normalmente para aliviar sintomas.

Já se o diagnóstico for de sarna sarcóptica, toda a família que convive com o animal também deverá procurar um médico e adotar alguns cuidados, principalmente para aliviar os sintomas de coceira. 

Como prevenir a sarna em cachorro?

Como a sarna em cachorro é causada por ácaros, o mais importante é sempre manter a limpeza dos ambientes e a higiene diária do pet. Além disso, restringir o contato com animais que tenham risco de estar infectados é imprescindível para manter a saúde do seu aumigo.

Outro cuidado importante é com a alimentação e fortalecimento do sistema imunológico do cachorro, para impedir a proliferação dos ácaros e ajudar a reduzir os impactos da doença, caso ele desenvolva. 

A castração também é uma opção a ser considerada, para evitar que a sarna em cachorro, principalmente a sarna negra, passe para outros filhotinhos. 

A sarna de cachorro pega em humano? 

Sim! Mas apenas um dos tipos: a sarna sarcóptica. Por isso, ela é considerada uma doença zoonose e, caso o pet seja contaminado, o tutor também precisa ir ao médico para tomar os remédios e cuidados necessários. 

Por outro lado, as sarnas otodécica e demodécica não passam para humanos, mas podem contaminar outros animais.

Gostou do conteúdo? Para ficar por dentro de mais novidades não se esqueça de baixar o app da VETS e nos seguir nas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscreva-se para receber a News

Principais matérias

Baixe o App

Instagram da Vets